Frangos tem custo de produção baixo e suíno alto

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Levantamento do custo de produção do frango da Embrapa Suínos e Aves, relativo ao mês de maio de 2012, feito pela Embrapa nos principais Estados produtores Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo, revela para o mês um custo médio de R$1,88/kg, valor 8% superior ao registrado em maio de 2011.

O levantamento aponta que o menor custo foi registrado em Santa Catarina (R$1,80/kg) e o maior no Espírito Santo (R$2,24/kg), que também foi o único Estado a registrar evolução negativa do custo, resultado devido, em especial, a uma redução no preço do pinto de corte.

No Paraná, o maior produtor nacional da ave, o custo de produção de frangos de corte ficou um pouco mais baixo em maio deste ano, em relação ao mesmo mês do ano passado. Calculado pela Embrapa Suínos e Aves, o índice apresentou variação de -2,15% no período. As pequenas variações nos preços do milho e do farelo de soja no atacado do Estado e a redução nos custos do alojamento dos pintos, que também foi menor, influenciaram a baixa no custo de produção.

No ano, o Índice de Custo de Produção do Frango/Embrapa acumula alta de 10,27%, impulsionada principalmente pelo aumento nos preços da mão-de-obra e transporte.

Já o Índice de Custo de Produção do Suínos de Santa Catarina sofreu uma elevação de 4,43% no mês passado. O principal responsável pela alta foi o aumento nos preços dos alimentos dos animais (farelo e óleo de soja). O índice também registra aumento no acumulado do ano de 5,25%.

Todos os valores apontados, em relação ao custo do frango, referem-se às criações efetuadas em aviário convencional. Considerada a média ponderada apontada para este tipo de aviário (R$1,88/kg), o custo em aviário climatizado com pressão positiva caiu para R$1,84/kg (redução de pouco mais de 2%), enquanto o custo no aviário climatizado com pressão negativa ficou em R$1,79/kg (redução de quase 5% em relação ao aviário convencional). Todos esses resultados superaram o valor médio obtido pelo frango vivo, comercializado em maio, no interior paulista, por R$1,70/kg, mas existência de negociação a valores inferiores à média.

Fonte: Revista Globo Rural

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Crise na suinocultura: nem mesmo linha de crédito especial está resolvendo o problema

Alta nos preços – frango ganha do boi e suíno vivo

A evolução dos preços do ovo e do frango é justificada com base no salário mínimo

 

 

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 26 de junho de 2012