A evolução dos preços do ovo e do frango é justificada com base no salário mínimo

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segundo a justificativa do mercado, os preços do ovo não evoluem mais porque o poder de compra do consumidor é limitado. No entanto, após uma avaliação da evolução dos preços do produto, foi constatado que, em relação a quatro anos atrás, a dúzia do ovo está, hoje, pelo menos cinquenta centavos acima, ou seja, passou de R$3,13 no início de junho de 2008 para R$3,60 neste ano.

Tomando por base esse aumento, do prazo de quatro anos, e comparando com a capacidade de compra do consumidor em relação ao salário mínimo, destaca-se que, nesse espaço de tempo, enquanto o preço do ovo apresentou variação de 15%, o valor do salário aumentou, praticamente, 50%. Dessa forma, o poder de compra do ovo a partir do salário mínimo cresceu mais de 30%, correspondendo a um adicional de 40 dúzias de ovos.

Utilizando o  mesmo raciocínio para analisar a compra da carne de frango, os resultados não são muito diferentes. No início de junho, o produto custava, para o consumidor, 64 centavos a mais que em 2008.  Já relacionando com o salário mínimo, a capacidade de compra do consumidor cresceu um quarto, o que pode resulta  na possibilidade de consumo adicional de carne de frango equivalendo a 32 kg.

Fonte: Portal do Agronegocio

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

 

 

Conheça o Cursos de Planejamento e Produção de Frango de Corte

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Alta nos preços – frango ganha do boi e suíno vivo

O aumento das exportações de carne suína no Brasil

Porkexpo 2012

 

 

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 20 de junho de 2012