Pesquisa mostra potencial da cama de frango para produção de energia

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A chamada cama de frango, comum nos aviários, tem sido utilizada pelos produtores rurais como adubo para a lavoura. Uma pesquisa inédita no Brasil descobriu potencial para aproveitar esse material, que geralmente é casca de arroz, sabugo de milho triturado, serragem de madeira ou capim picado, para produção de energia.

O produtor João Antônio dos Santos cria 102 mil frangos por ano no interior do Rio Grande do Sul. A lavoura costuma ser o destino dos dejetos das aves. A cada 12 meses o produtor recolhe o material e vende para adubo.

– Sempre tem uns colonos que compram para botar na lavoura de milho, nos campos para pastagem. Sempre tem procura, nunca sobra – comenta.

Anualmente o país produz cerca de 13 milhões de toneladas do material. Há quatro anos a Universidade de Brasilia (UnB) pesquisa uma forma de aproveitamento.

Se transformados em energia, os dejetos que já são recolhidos no Brasil hoje poderiam gerar 700 megawatts de potência, essa é a capacidade de uma turbina da usina hidrelétrica de Itaipu, que consegue abastecer uma cidade de mais de um milhão de habitantes.

– A gente estaria atendendo para um desenvolvimento sustentável, porque a gente estaria usando a nossa própria demanda de recursos energéticos sem afetar as gerações futuras. E também a gente estaria acabando com o lixo que seria jogado no meio ambiente – afirma o engenheiro mecânico Diego Cambraia.

Em laboratório, a matéria-prima triturada é queimada até virar uma espécie de gás. Junto com óleo diesel, faz funcionar um motor.

– Com a energia elétrica produzida nesse processo, o criador de frango pode usar nos seus aquecedores, seus ventiladores, nas suas bombas de água, inclusive em outras atividades produtivas, irrigação, alguma coisa que ele tenha associada à criação de frango. É a mesma energia elétrica que ele recebe da linha – diz o engenheiro mecânico Carlos Gurgel.

Como a novidade ainda não tem data para estar disponível comercialmente, uma alternativa seria a exportação.

 

Fonte: Canal Rural

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

Conheça o Curso de Planejamento e Produção de Frango de Corte

 

Veja outras publicações do Portal Suínos e Aves:

Carne suína: do Brasil para o mundo

Castração de leitões

Necrose de orelha em suínos é reduzida com vacinação

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 27 de março de 2012