SUINTEC: Dados confirmam evolução na produção de suínos no Ceará

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Programa de Inovação e Tecnologia Produtiva na Suinocultura (SUINTEC), no estado do Ceará, apresentou como dados do número de animais atendidos pelo programa desde outubro de 2011, o índice de 2.300 matrizes tecnificadas.

O objetivo do programa foi tornar viável aos produtores um levantamento completo sobre rotinas de manejo adotadas nas granjas, avaliação dos procedimentos em uso, identificação das metas de desempenho e os protocolos de vacinação e medicação adotados por cada granja.  No entanto, o atendimento do SUINTEC ainda incluiu avaliação comparativa de resultados de desempenho zootécnico, custos e escala de produção.

Roniê Pinheiro, consultor da Integrall responsável pelos atendimentos, informa que os resultados foram expressivos na maioria das granjas trabalhadas durante o período de avaliação e implantação de melhorias. Os dados coletados durante a consulta demonstraram que somadas as taxa de parto, número de nascidos, parto matriz ano, os números saltaram de 22,4 desmamados/matriz/ano para 27,14 (média 2012).

Segundo Carlos Eugênio Monteiro, o proprietário da granja Guaiuba, da região metropolitana de Fortaleza, a qual teve um desempenho de taxa de parto crescida, de 70% para 93%, os números apresentados em pouco tempo já refletem a mudança que o Programa trouxe para a granja. O proprietário se diz muito satisfeito com os resultados e acredita os números se tornem ainda maiores.

Tangueira e Piroá são outras granjas, da mesma região de Guaiuba, destacadas por Pinheiro. A granja é considerada uma produção de grande porte por concentrar mais de 1.700 matrizes, por isso recebeu forte investimento na climatização da maternidade, estágio que merece atenção, uma vez que a fase de reprodução e de maternidade tem um papel fundamental para a rentabilidade do produtor de suínos.

Segundo Pinheiro, essa atenção é devido à necessidade que fêmea e os leitões têm de temperaturas diferentes, sendo, respectivamente, de 16ºC e de 32°C. O consultor destacou ainda que os resultados provenientes das novas instalações feitas na granja, trarão grande impacto na qualidade das matrizes desmamadas, o que melhorará a reprodução e, consequentemente, o peso dos leitões desmamados.

De acordo com o médico-veterinário Tiago Xerez, responsável pelas duas granjas, a consultoria desenvolvida pelo Programa melhorou expressivamente a granja, porque, a partir de orientação recebida, eles mudaram os hábitos utilizados no manejo e ainda incluíram novas tecnologias.

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) sustenta que a ênfase na capacitação e geração de conhecimento para o produtor e a implantação de tecnologias e inovações organizacionais são indispensáveis para elevar a qualidade dos produtos de suínos. Ele diz ainda que conceder assistência técnica gratuita à produção de suínos é um feito que corrobora com os principais objetivos da ABCS.

De acordo com presidente da Associação dos Suinocultores do Ceará (ASCE), Paulo Helder, os resultados confirmam o potencial da suinocultura no estado. Helder acrescenta que as consultorias ajudam a identificar as potencialidades dos produtos e o quanto eles podem avançar com pequenas alterações. Por causa disso, os produtores têm grandes expectativas quanto aos resultados em longo prazo, a serem obtidos pelas granjas.

Fonte: Suíno

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

 

 

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Alta nos preços – frango ganha do boi e suíno vivo

O aumento das exportações de carne suína no Brasil

Porkexpo 2012

 

 

 

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 20 de junho de 2012