SANIDADE: BRONQUITE INFECCIOSA DAS AVES

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

No atual sistema agroindustrial, a criação dos animais é caracterizada pelo grande fluxo de capital aliado a densidade populacional por ele absorvido. Se pensarmos num lote homogêneo de aves, é evidente que este seja conduzido de maneira satisfatória para obtenção de um produto final de qualidade. Em especial, as condições higiênico-sanitárias devem condizer substancialmente com a saúde desses animais.

Como a criação de aves é representada por grandes lotes, ou seja, grande número de animais concentrados em um determinado espaço torna-se mais fácil a disseminação de determinada doença e que nesse caso, dá-se o exemplo da Bronquite Infecciosa. Essa doença é causada por um vírus, acometendo animais de ambos os sexos, de diferentes idades e de diferentes aptidões, seja galinhas de postura quanto frangos de corte. É uma doença altamente infecciosa que ataca tecido (mucosa) respiratório e parte urogenital das aves.

O vírus ataca de primeiro momento os pintinhos em que estes apresentam alguns sinais clínicos como dispnéia, anorexia, depressão, corrimento nasal. Por ser uma doença viral, esta é transmitida através do ar, bebedouros e equipamentos contaminados (MAYR E GUERREIRO, 1981). Esse vírus é envelopado revestido por espículas que são proteínas (aspecto de coroa), daí ser chamado de Coronavírus; apresenta carga genética composta por uma única fita de RNA. A prevenção e controle podem ajudar de maneira eficaz no combate a essa enfermidade.

Como a transmissão é feita por via aérea, é importante o controle do fluxo de pessoas dentro e entre galpões, troca de roupa e banho dos funcionários, entrada de veículos de rações; façamos portanto a prática da biosseguridade.

Para um cronograma sanitário, pode ser adotado programa de vacinações além do monitoramento sorológico da granja. Vale lembrar que todos os programas de vacinas não são perfeitos o que indica sua mudança de acordo com a necessidade de cada manejo além do que, as aves devem ser vacinadas em bom estado de saúde (CORRÊA, 2004).

 

 

Por: Rodrigo Dias Coloni , Zootecnista, Mestrado e Doutorando em Nutrição e Produção Animal

Conheça o Curso sobre Alimentos e Alimentação de Frangos de Corte 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 18 de setembro de 2018

Artigos Relacionados com Aves: