Suinocultura brasileira tem mostrado melhor desempenho no comércio internacional

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Rússia, que era o principal cliente brasileiro no mercado internacional, suspendeu suas compras alegando problemas sanitários, porém mesmo com a interrupção das compras de seu principal cliente externo a suinocultura brasileira tem mostrado melhor desempenho no comércio internacional.

De janeiro a setembro deste ano, o setor embarcou 37,93 mil toneladas a mais do que no mesmo período de 2011. Ao todo foram enviadas 428,1 mil toneladas da carne a nações consumidoras, contra 390,4 mil toneladas registradas no ano passado, alta de 9,7%. Ainda que supere a meta de 515 mil toneladas, o setor deve fechar o ano com volume exportado abaixo de 2010. Além disso, o faturamento com as vendas externas não crescem na mesma proporção que os embarques.

Os dados da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs) mostram que o setor arrecadou US$ 1,08 bilhão nos primeiros nove meses deste ano, contra US$ 1,06 bilhão em 2011, ou seja, as vendas retomaram o fôlego, mas a receita não.

As vendas externas de carne suína do Brasil para a Rússia nos primeiros nove meses deste ano em relação a 2011 caíram 16,2%. Com as limitações impostas pelos russos, sobrou carne suína no mercado nacional que fez com que os preços médios recuassem 6,9% de janeiro a setembro.

Fonte: Pork World

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura 

 

 

 

 

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Os ovos de pata e codorna querem seu lugar à mesa

Para o cigarro tudo. Para a suinocultura nada.

veja como funiona a produção de ovos em cruzeiro do sul

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 22 de outubro de 2012