Suinocultores esperam a regulamentação do setor após manifesto

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os suinocultores catarinenses voltaram pra casa ainda mais preocupados com a crise após o manifesto realizado em Brasília. Sem alternativas, muitos deles mantém a intenção de fechar suas propriedades.

Apesar do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, ter anunciado medidas, a suinocultura teme a falência do setor, devido à falta de uma política para implantar o Preço Justo e assim, regulamentar a produção de suínos. De acordo com o deputado federal, Valdir Collato (PMDB/SC), é preciso oferecer um planejamento para a suinocultura, organizando o setor, para que o governo possa controlar a produção, de acordo que esta seja compatível com a demanda.

Os suinocultores tentam manter as esperanças apoiando seus representantes, que dão voz e vez ao setor, através da Frente Parlamentar Mista da Suinocultura, presidida pelo deputado federal Vilson Covatti (PP/RS). A frente também deve atuar na criação de um preço mínimo e no controle da produção de suínos no Brasil. Para isso, é necessário compreender que o setor precisa caminhar junto e não esquecer dos produtores.

O estado com maior produção de suínos do Brasil, Santa Catarina, sente há mais tempo os efeitos da crise e do excesso de produção. Pioneiro em mobilizações para chamar a atenção do Brasil para o setor, o estado catarinense contou com a senadora do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos (PP/RS), que foi responsável por representar o momento histórico da atividade. De acordo com a senadora, a preocupação começou quando foi demandada por um fornecedor de matéria prima aos suinocultores, além do Manifesto em Braço do Norte (SC), onde cruzes representavam a morte da suinocultura

A ACCS (Associação Catarinense de Criadores Suínos) acompanhará todas as ações da Frente da Suinocultura, cobrando dos governos o valor real para atividade e, para isso, conta com a palavra do Ministro da Agricultura. “Queremos avançar e vamos trabalhar para isso, por isso estou nessa audiência pública, para dizer que queremos estar ao lado de todos, abertos ao diálogo e reforçar que vamos ouvir o que o setor tem a nos dizer”, declara Ribeiro.

Assista a Vídeo Reportagem: http://www.accs.org.br/tv.php?id=76

Fonte: Suinocultura Industrial

Adaptação: Portal Suínos e Aves


Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura!

Veja outras publicações do Portal Suínos e Aves:

Frango vivo fecha a R$ 1,85 o quilo em MG

China é o segundo maior importador do frango brasileiro

Melhoramento genético dos suínos para a produção de uma “carne magra”

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 19 de julho de 2012