Sistema de ventilação adequado maximiza produção avícola

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O sucesso ou fracasso da criação avícola de corte está diretamente relacionado às condições ambientais. Segundo estudos realizados na área avícola, a ave adulta, devido ao seu sistema termorregulador (retém mais calor que dissipa) se adapta melhor a ambientes frios. Quando exposta ao calor há estresse térmico e elas diminuem a alimentação e como consequência tem-se a diminuição do peso.

As instalações devem sempre ser verificadas tendo em vista que, a interação com o meio e suas respostas constituem o julgamento quanto ao efeito do ambiente ao processo fisiológico de adaptação e tolerância dos animais às mudanças. A ambiência deve pensar no bem estar no animal e oferecer fatores que favorecem a adaptação das aves.

Problemas estruturais como inadequação na ventilação, renovação de ar, acúmulo de gases, carga térmica excedente são considerados fatores de riscos pois, não oferecem conforto térmico ao animal o que poderá acarretar baixa produtividade, além de problemas de saúde, perda de peso e morte. Há agravamento dessa situação à medida que aumenta-se a criação, também, pelo fato do desenvolvimento genético modificado das aves que torna-as precoce e produtivas.

Uma das consequências da ambiência é o aumento do consumo da energia elétrica por equipamentos de climatização, tais como ventiladores, exaustores e nebulizadores. Porém, é necessário levando em consideração o custo/benefício.

Algumas formas de ambiência utilizadas: túnel é a forma de climatização que integra o sistema de ventilação em túnel com um sistema de resfriamento, envolvendo uso de áreas molhadas ou painel evaporativo. Ao atravessar a área molhada, o ar se resfria movimentando-se ao longo da instalação, no sentido da exaustão; ventilação com nebulização, união das duas formas agregadas ao manejo sincronizado do sistema. Porém, o uso desses dois sistemas é insuficiente no controle dos altos níveis de estresse dos animais quando o clima encontra-se em temperatura e umidade relativas elevadas;

Contudo, para o alcance do conforto térmico aplicado ao ambiente interno, devem-se considerar a adequação do projeto em termos de materiais utilizados, orientações quando ao sol, topografia local, capacidade de alojamento de animais, entre outros.

Considerado o sistema de ventilação outro fator importante a ser observado é o manejo sanitário. Uma produção em local recém construído não terá grandes problemas se os animais forem sadios. Para controlar as doenças as aves devem ser descartadas todas juntas e o local deve ser higienizado. A repovoação somente deverá acontecer depois de 15 dias.

As principais doenças são avícolas a bronquite infecciosa, newcastle, gumboro e varíola aviária (bouba), transmitidas por vírus ou bactérias. Assim, além de todos os cuidados com a instalação e limpeza as aves devem ser vacinadas de acordo com as recomendações.

Quais as principais características das raças de aves?

Qual a situação da avicultura no Brasil?

Como garantir a segurança e o bem estar das aves?

Fonte: Web Artigos

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça os Cursos de Planejamento e Produção de Frango de Corte

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 11 de fevereiro de 2014