Saiba mais como melhorar o manejo de galinhas poedeiras

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Galinhas destinadas à produção de ovos são denominadas poedeiras. São criadas, de modo geral, soltas em quintais, chácaras, sítios, fazendas, ou mantidas em galinheiros comuns, em aviários, no chão de galpões ou em gaiolas coletivas ou individuais.

 O manejo dessas aves requer a limpeza e higienização do local para que a produção de ovos aconteça de modo a render os lucros esperados pelo produtor.

São duas as principais finalidades desse tipo de produção. Se os ovos se destinarem à reprodução, é necessária a presença do galo, para que aconteçam os acasalamentos e os ovos se tornem “galados”, isto é, fertilizados. Caso os ovos sejam apenas para o consumo, pode-se dispensar a presença do galo, mesmo porque os não fertilizados têm maior durabilidade.

A seleção das galinhas poedeiras, para que sejam incluídas nos lotes de postura, é bastante rigorosa. Elas precisam apresentar as características necessárias a essa categoria.

 Esse tipo de seleção acontece quando elas atingem 7 (sete) meses de vida, porque nessa idade elas já apresentam todas as suas características físicas desejáveis para a produção de ovos.

As aves improdutivas são descartadas, de tempos em tempos, uma vez que essa seleção deve ser periódica, naturalmente. O objetivo principal é manter o elevado índice de produção dos lotes, evitando-se eventuais prejuízos.

Observar todas as características da galinha não é difícil para se distinguir uma boa poedeira de outra, cuja produção de ovos será abaixo da desejada.

A cor vermelha, bem viva, da crista e barbela é um sinal de boas poedeiras. Elas são grandes, elásticas e quentes, quando estão em postura. Elas se apresentam endurecidas, pequenas e de cor “mate” se a galinha estiver fora de produção.

 A perda do pigmento das pernas e do bico denota, com certa precisão, o início do período de postura das galinhas.

Outra característica importante da galinha, em período de postura, é a pouca gordura abdominal e uma pele elástica e maleável. Fora de produção, ao contrário, ela apresenta a pele endurecida e uma espessa camada de gordura no abdômen.

Selecionar uma poedeira mantida em gaiola individual é bem mais fácil.  Basta, apenas, controlá-la: se em três dias não aparecer nenhum ovo, é sinal de que é má poedeira e pode, imediatamente ser descartada para evitar prejuízos, principalmente pelo consumo de ração e com o manejo.

É muito comum, em épocas quentes, aparecerem ovos de casca mole. Isso indica que as galinhas não estão se alimentando adequadamente. Caso isso aconteça, deve-se espalhar sobre a ração, nos cochos, farinha de ostras, 5kg para cada 1.000 aves, ou farinha de ossos.

Há casos em que os ovos se apresentam com a casca azulada, porém o mais comum é que eles tenham casca branca ou vermelha.

 

Fonte: rural News

Adaptação: Suínos e Aves

 

 

 

Conheça o Cursos de Planejamento e Produção de Frango de Corte

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Exportação de carne suína brasileira para argentina tem o nível mais baixo da história

Janeiro fecha com 6,3% de aumento na produção de frangos

Criadotes de suinos vivem um bom momento em MG

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 15 de março de 2012