Produtores comemoram o aumento de envio da carne suína brasileira para o mercado externo

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os criadores brasileiros, que vendem carne no mercado interno, estão animados devido à alta na exportação de carne suína registrada no mês de setembro. O envio de mais carne para o mercado internacional causa redução da concorrência no Brasil, o que começa a provocar reação do preço no país.

No Paraná, por exemplo, o preço do leitão deve subir, já que com o aumento da exportação tem menos oferta no mercado. Cada produtor paranaense tem recebido uma média R$ 2,70 pelo quilo da carne. A tendência é que nos próximos meses, o valor ultrapasse os R$ 3.

Em setembro o Brasil exportou 60 mil toneladas de carne suína, com aumento de 45% em relação ao mesmo período do ano passado, esse foi o melhor resultado dos últimos dois anos. Os principais destinos da carne brasileira são Ucrânia, Rússia e Hong Kong.

Os bons resultados do último mês provocam a expectativa de um final de ano menos amargo, pois, desde janeiro os produtores têm dificuldades para manter os plantéis por causa do alto custo de produção, principalmente do farelo de soja e do milho usados na ração dos animais.

Fonte: Pork World

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Os ovos de pata e codorna querem seu lugar à mesa

Para o cigarro tudo. Para a suinocultura nada.

veja como funiona a produção de ovos em cruzeiro do sul

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 23 de outubro de 2012