Processo de abate de aves

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

FrangoO Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária dos Produtos de Origem Animal e o Regulamento Técnico da Inspeção Tecnológica e Higiênico-Sanitária de Carne de Aves orienta sobre o procedimentos serem tomados durante o abate das aves.

É preciso levar em consideração todo o processo, desde as questões relacionadas ao pré-abate que inclui a captura e transporte, até o abate que inclui insensibilização, sangria, escalda, depenagem, evisceração, pré-resfriamento, resfriamento, gotejamento, classificação, embalagem e tempo de armazenamento.

No pré-abate as aves ficam jejum, entre 8 a 12 horas, de dieta líquida para a limpeza do trato digestivo, que evita a contaminação da carcaça e casos de ruptura. A captura das aves deve ser rápida, feita à noite, sob luz azul, tendo em vista que as aves não apresentam visibilidade da cor azul.

As gaiolas são utilizadas no transporte da granja ao frigorífico, cada metro quadrado no inverno pode transportar 45 quilos e no verão 38 quilos. O transporte deve ser realizado, preferencialmente, à noite e à ordem de abate, deverá seguir a ordem de chegada dos caminhões ao abatedouro.

Em dias quentes, é recomendável molhar as aves durante o transporte e logo quando chegarem a plataforma de descanso, com ventiladores com aspersão de água.

Fonte: www.aviculturaindustrial.com.br/noticia/processos-de-abate-em-aves-conforme-regulamento-brasileiro/20130304084009_O_186

97

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 11 de junho de 2015