Prevenção e sintomas da pulorose

  •   
  •   
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  

A pulorose é popularmente conhecida como diarreia branca, apresenta alta taxa de mortalidade em decorrência da infecção causada pela bactéria Salmonellapullorum. A doença ataca pintos novos e às vezes as galinhas adultas.

A contaminação da bactéria se dá principalmente pelos animais portadores, através dos ovos ou incubadoras contaminadas com a bactéria.

Os animais contaminados pela bactéria apresentam os sintomas característicos, que são: tristeza, respiração dificultada e arrepiamento das pernas; os pintos acometidos se amontoam por causa do frio, asas caídas, cabeça pesada, sonolência e falta de apetite; fezes esbranquiçadas que ficam presas ao redor da cloaca; crescimento retardado; artrite nos joelhos. Porém, as aves adultas não apresentam sintomas externos visíveis da doença.

A prevenção acontece por meio detestes rotineiros das matrizes estabelecendo lotes livres da infecção; higiene e desinfecção dos galinheiros; manter lotes da mesma idade, principalmente durante as primeiras semanas de vida; eliminar as aves portadoras da doença (matrizes e pintinhos), os quais devem ser queimados e enterrados.

Todo o tratamento é realizado com a orientação médico veterinária, que indicará os antibióticos necessários.

Mas, como o tratamento é caro e a doença apresenta altas taxas de mortalidade, a melhor forma de tratamento é a prevenção.

 

Você sabe desenvolver um planejamento para produção de frango de corte?

Tenha uma noção da fisiologia do aparelho digestivo das aves. Acompanhe o avanço do melhoramento genético na avicultura de corte.     Fonte: Agronegócio Avicultura Adaptação: Portal Suínos e Aves    

Conheça o Curso de Planejamento e Produção de Frangos de Corte

  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 7 de julho de 2014