Porca entrou em lactação, não pariu e não apresentou cio

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma porca de um sítio do interior do Espirito Santo (ES) cruzou com um javali e não apresentou mais cio após a cobertura.

Não ocorreu fecundação para a geração de fetos, mas mesmo assim, a fêmea alimentou-se de ração de lactação e produziu leite. E o mais interessante, não voltou a apresentar o período de cio, o que assustou seu criador.

Pesquisadores da Embrapa de Santa Catarina observaram que a porca está em anestro lactacional (ausência ou atraso no cio) pós-parto. A suposição é que o fato ocorreu devido a uma perda de peso acentuada durante a amamentação dos leitões, já que ela havia parido anteriormente 12 filhotes.

O recomendado é que após o desmame, toda porca receba ração de engorda a vontade, até a fase de cobertura.

“Quando ela está muito magra ao ser desmamada, é provável que não entre em cio, sintoma que ocorre, às vezes, mesmo depois de o animal já ter retomado o peso. Nesse caso, é necessário um estímulo para promover o cio no animal. Antes de tudo, afaste a fêmea do macho, transferindo-a para outra instalação. Por três a cinco dias seguidos, durante dez minutos pela manhã e dez minutos à tarde, leve a fêmea até o local onde está o macho”, explica consultores da Embrapa (SC).

Caso o procedimento não funcione, uma alternativa é utilizar hormônios, sendo fundamental consultar um veterinário para aplicação da terapia.

Fonte: Globo Rural

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Alta nos preços – frango ganha do boi e suíno vivo

O aumento das exportações de carne suína no Brasil

Padrões de consumo da carne suína

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 16 de agosto de 2012