Pneumonia Enzoótica Suína

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Doença altamente contagiosa, ocorrida principalmente em ambientes fechados da suinocultura. A Pneumonia Enzoótica Suína, uma das enfermidades respiratórias mais importantes, caracterizada pela tosse excessiva, por conta da infeção das mucosas respiratórias, corrimento nasal, causando o comprometimento da produtividade dos animais e perdas econômicas a produtores de todo o mundo.

Causada por bactéria (Mycoplasma hyopneumoniae), a doença é transmitida via secreção de animais contaminados, via nasal, sendo que está presente em grande parte das criações, que apresentam, além dos sintomas já descritos, consideráveis perdas de peso.

A doença pode ainda possibilitar a incidência de outros tipos de infecções virais, como influenza, complicando ainda mais o quadro do animal.

O tratamento dos animais passa pelo uso de antibióticos. Já o controle mais comum é o isolamento dos animais contaminados, embora seja importante, antes da medida, compreender a gravidade da doença no rebanho.

A prevenção da doença é muito complicada, já que poucas ações conseguem de fato eliminar por completo o vírus dos ambientes, embora seja possível reduzir sua gravidade.

Por isso, as suinoculturas precisam investir em práticas de manejo adequadas, sobretudo voltadas para a adequação e limpeza das instalações, para que o vírus não encontre ambiente favorável. 

 

O planejamento adequado das instalações é essencial para garantir que o vírus não se manifeste entre os animais. Saiba mais.

Fonte: Lume

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 12 de setembro de 2016