Peste Suína Africana provocou a morte de mais de 26 mil animais no continente

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma doença grave encontrada na suinocultura da África e que vem acendendo o sinal de alerta em todo o mundo. A Peste Suína Africana tem trazido enormes prejuízos, já obrigou produtores do continente a sacrificarem mais de 26 mil suínos, entre 2010 e 2016.

Causada pelo vírus do gênero asfivirus, vem atingindo suínos domésticos, porcos selvagens e suinoculturas.

De acordo com informações do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA), as perdas, por mortes e abates, chegaram à marca de 29.160 animais, durante os seis últimos anos. Em valores, isso representou um prejuízo de cerca de 87 milhões de meticais, a moeda local.

A doença, altamente contagiosa, provoca hemorragias na pele e nos órgãos dos animais. Com isso, fez decrescer pela metade a produção suína de Moçambique. 

Sendo assim, o país iniciou uma intensa companha de controle do movimento de suínos, com inspeções pré-embarque, dentre outras ações, para se erradicar a doença.

 

Entenda mais sobre essa enfermidade que ocasiona perdas irreversíveis na suinocultura. Clique aqui.

Fonte: Suinocultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 10 de outubro de 2016