Os mitos da carne suína

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A carne suína é uma das mais populares, saudáveis e saborosas, sendo umas das mais prestigiadas no mundo, com ótimas perspectivas de crescimento de consumo para o futuro, de acordo com vários estudos.

No entanto, no Brasil, existe ainda um preconceito em relação ao produto, gerado principalmente por desinformação e preconceito.

Associada erroneamente a uma alimentação gordurosa, e que precisa ser bastante cozida para ser consumida, os mitos vão sendo reforçados ao longo dos anos a respeito deste produto.

Entretanto, há uma contradição. A carne de suíno, embora tenha grande aceitação em festas, através do leitão assado ou do pernil, encontra resistência no cardápio do dia a dia de alguns brasileiros.

Tal questão vem trazendo a reflexão sobre o porquê destes motivos, já que se trata de uma das carnes mais nobres, e que passa por rigorosos processos sanitários.

Umas das explicações está no fato ainda da imagem do porco ser associada à lama (chiqueiro), doença, religião, dentre muitos outras visões limitadoras.

É preciso desfazer destes paradigmas que não correspondem à realidade, pelo menos no que diz respeito aos suínos criados por grandes empresas, as quais possuem a certificação sanitária dos órgãos responsáveis e toda uma mega estrutura de manejo voltada para a qualidade e excelência da produção.

 Entretanto, aos poucos, os consumidores mais conscientes continuam a fazer o bom uso deste produto, para fazer parte do seu consumo diário, aproveitando os seus múltiplos e variados cortes selecionados, voltados para a  baixa ou alta gastronomia.

 Sendo assim, é preciso reinventar o mercado e o consumo dessa proteína no Brasil, já que o país consome apenas 15 quilos ao ano, e a União Europeia cerca de 25 quilos ao ano, e nos Estados Unidos, 21 quilos ao ano.

 

Muitos produtores investem em qualidade de produção para quebrar esse paradigma. Saiba mais.

Fonte:Suino.com  

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 29 de setembro de 2016