O manejo correto de leitões evita diversas perdas na produção

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

granja de suinosO manejo correto de leitões evita diversas perdas na produção. Algumas moléstias adquiridas pelo animal quando leitões podem permanecer incubadas e sem apresentar sintomas visíveis, porém o animal infectado pode disseminar a doença e ter os órgãos prejudicados.

Uma das doenças mais comuns é a circovirose, causada pelo agente circovírus suíno tipo 2 (PCV 2), a transmissão é nasal e a doença é altamente contagiosa afetando o sistema imunológico facilita a entrada de agentes causadores de outras doenças.

Os principais sinais clínicos podem ser observados pela perda de apetite e peso, linfadenopatia, diarreia crônica e dificuldade de respirar. Não existe um tratamento específico para a circovirose, o que é combatido são as infecções secundárias, mas o vírus continua ativo.

Para evitar a contaminação do plantel os animais devem ser vacinados e o manejo sanitário deve ser feito de maneira adequada. Os suínos devem ser separados por idade, o programa nutricional deve atender as necessidades de cada fase, evitar situações de estresse e separar os animais contaminados que podem disseminar a doença.

Assim, com o manejo adequado do plantel e a vacinação de todos os animais, o risco de contaminação por moléstias se torna bem menor.

Quais os princípios da qualidade aplicadas à suinocultura?

Qual a situação da exportação brasileira de carne suína?

Quer aprender estratégias para maximização do lucro na suinocultura?

Fonte: Rural Pecuária

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 23 de julho de 2014