Ministro da Agricultura quer maior participação de suínos e aves no mercado externo

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O novo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), do Governo Interino brasileiro, Blairo Maggi, revelou em recente evento ocorrido em Curitiba (PR), uma necessidade de o Brasil ampliar sua participação no mercado internacional, de 7% para 10%, sobretudo para ajudar o país a sair da crise.

O evento, que contou com a presença de dezenas de representantes do agronegócio brasileiro, sobretudo do Estado do Paraná, serviu também para o debate acerca das estratégias para a promoção das políticas públicas voltadas para o setor e que possam ajudar o país voltar a crescer.

Para que esta ampliação no mercado externo possa ocorrer, o ministro discutiu sobre vários temas, dentre eles a derrubada das barreiras comerciais, através de negociações, além de ajustes e qualificação do processo produtivo do setor brasileiro, com vistas ao atendimento das exigências dos países compradores.

De acordo com o ministro o mercado de suínos e aves pode, juntamente com o de soja e milho, ajudar a alavancar esta meta e atingir um volume de até US$ 3 trilhões, no prazo médio de cinco anos, sobretudo por conta da ampliação do mercado para Coréia, Vietnã e Índia.

Segundo o ministro, o setor não pode ficar tão refém apenas da China, para que não fique vulnerável em algum momento de turbulência.   
Na oportunidade, Maggi recebeu ainda uma carta da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), com sugestões para a melhoria do setor, que incluem redução de juros, investimentos, eliminação das pragas,  linhas de créditos, dentre outros.

 

A prática de abate de frango precisa de atenção para garantir a qualidade do produto na comercialização. Saiba mais.

Fonte: Suinocultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 16 de agosto de 2016