Meningite estreptocócica suína

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

info193fig004A meningite estreptocócica acomete frequentemente o plantel onde os animais são mantidos com pouca ventilação e com muita lotação. A doença afeta os leitões na maternidade e na creche. O animal portador da bactéria a dissemina pelo plantel.

Os principais sintomas na primeira semana de vida são tristeza, cerdas arrepiadas, tremores musculares e sensibilidade aumentada. Nos animais desmamados, a doença causa sintomas como falta de apetite, tristeza, febre, falta de coordenação de movimentos, decúbito lateral, movimentos de pedalagem e convulsão.

O tratamento dependerá dos resultados laboratoriais, uma vez que, o uso de antibióticos indiscriminadamente pode interferir no diagnóstico final e também aumentar a resistência da bactéria causadora da doença.

Não existe vacina para a doença, a forma de prevenção é adotar medidas sanitárias adequadas no plantel.

 

Fonte: http://www.suinos.com.br/mostra_noticia.php?id=4013            

 

Como planejar e administrar uma granja de suínos?

Quais os equipamentos necessários para montar um laboratório completo?

Conheça a importância de produzir alimentos seguros para a alimentação animal.

 

97

                                 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 28 de agosto de 2014