Melhoramento genético

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O melhoramento genético visa o ganho genético e fenótipo em características de interesse da produção. Os acasalamentos desejáveis dentro da raça ou linha são identificados em uma lista de reprodutores ordenados pelo valor genético e características de interesse/seleção e em uma segunda dimensão ou oportunidade, na lista de linhas puras disponíveis para o cruzamento, ordenadas pela habilidade geral e específica de combinação.

O melhoramento genético dos frangos de corte aumentou consideravelmente a produção de carne. Os frangos comerciais atualmente são híbridos, ou seja, produzidos por meio de cruzamentos entre linhagens intensivamente selecionadas para crescimento rápido, eficiência alimentar e rendimento de carne, entre outras.

O processo de seleção genética evolui a cada dia e procura características complexas como eficiência alimentar, resistência óssea, resistência ao calor, flexibilidade fisiológica e imunológica. Escolher os animais com maior potencial genético para as características de interesse a serem utilizados como reprodutores e assim produzirem a geração seguinte.

As empresas de genética vêm incorporando informações genômicas no processo seletivo das aves. A seleção genética é feita em animais de pedigree, a população elite. Depois o progresso genético é transferido para as gerações seguintes por meio de multiplicação até ser incorporado nos frangos comerciais.

Fonte: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/frango_de_corte/arvore/CONT000g0gyjqot02wx5ok026zxpgegv9oxm.html

Manejo racional da alimentação em busca da máxima eficiência produtiva e econômica. Clique aqui!

Raças e Híbridos Comerciais. Veja aqui!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 28 de dezembro de 2015