Manejo pré-abate na qualidade da carcaça suína

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

exportação de carnes suinasA qualidade dos alimentos é essencial em qualquer tipo de produção. A carne suína é um tipo de alimento muito apreciado entre os consumidores e os devidos cuidados devem ser tomados em seu processo de produção.

Nesse tipo de produção, o período de pré-abate é essencial no que se diz respeito ao bem estar do animal, e assim, consequentemente à qualidade das carcaças obtidas.

Durante o manejo pré-abate alguns passos devem ser seguidos, objetivando a qualidade da carne, como: jejum alimentar de oito a doze horas antes do embarque ao frigorífico evitando a contaminação durante o abate, todavia a água deve ser oferecida à vontade; tempo de transporte deve ser considerado; os animais não devem ser misturados a grupos estranhos; a espera no abatedouro e a condução ao abate também são essenciais.

Esses cuidados no pré-abate são importantes, já que visam menos estresse dos animais que causam grandes prejuízos, uma vez que, há a perda da qualidade final da carcaça oferecida aos consumidores. O estresse sofrido pelos animais acarreta em hematomas e escoriações na carcaça, a carne pode ficar pálida e flácida ou escura, firme e ressecada.

O manejo realizado de maneira apropriada evita perdas no que se referem ao produtor, abatedouros, indústria e consumidor final, contribuindo assim para o crescimento da economia geral.

Qual a situação da produção brasileira de carne suína?

Como está a exportação brasileira de carne suína?

Quais os princípios da qualidade aplicadas à suinocultura?

Fonte: Show Rural

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 21 de fevereiro de 2014