Manejo pré-abate de aves

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O manejo pré-abate das aves visa que os animais sejam transferidos ao abatedouro em boas condições, assegurando dessa forma que os requisitos do processamento sejam atendidos e que também sejam mantidos os padrões de bem-estar dos animais.

A melhora do resultado no abatedouro depende de algumas ações. Quando se faz uso de crescimento modificado por meio da prática de programas de luz, é preciso que se retorne às 23 horas de luz durante um período de pelo menos uma semana antes do abate.

Deve ser oferecida ração de pré-abate oFrangou de retirada evitando assim resíduos anticoccidiostáticos na carne, a ração deve ser oferecida aproximadamente cinco dias antes do abate. O acesso à água deve ser livre.

Durante o transporte pode acontecer à contaminação bacteriana da carcaça por meio das fezes ou por perfuração do intestino na evisceração, esse problema pode ser evitado retirando a alimentação nas últimas 8 a 10 horas antes do abate, período chamado de jejum pré-abate.

A captura é o momento de maior estresse para o animal, por isso deve ser planejada e supervisionada por profissionais capacitados. Reduzir a luz do aviário a um mínimo de intensidade que permita a captura segura e cuidadosa. Os frangos devem ser apanhados pelos pés e canelas, nunca pelas coxas. O tempo de transporte deve estar dentro do padrão estipulado por legislação.

Fonte: Criareplantar

cursos-de-planejamento-e-producao-de-frango-de-corte

Saiba mais sobre abate e comercialização de frango de corte. Clique aqui.

Entenda sobre alimentação de frangos de corte. Confira aqui.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 4 de agosto de 2015