Manejo de reprodução dos suínos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

1222443303suinoss_(29)A fêmea entra na puberdade após o primeiro cio fértil, que pode ocorrer entre 165 a 169 dias de vida, podendo ter variações devido a fatores ambientais, nutricionais, genótipo, entre outros. Ela é um animal poliéstrico não estacional, ou seja, o estro apresenta-se a cada 21 dias sem interferência da estação do ano.

Os ciclos estrais das fêmeas começam na puberdade e continuam durante toda a vida, sendo interrompidos somente durante a gestação e lactação. Para estimular o cio é bom colocar um macho maduro de alto libido, pois possui mais liberação de ferormônio e assim facilita a indicação de cio.

As características dos machos rufiões são: dominância hierárquica sobre as fêmeas; salivação com liberação de ferormônios; frequência de urina em pequenas quantidades; que pare diante das fêmeas durante o manejo; respeitar e ser obediente às indicações do operador; não ter problemas de casco e articulações.

Os requisitos mínimos para as fêmeas de primeira cobertura são: cio  terceiro ou quarto; idade 210 a 230 dias; peso 130 a 150g; espessura do toucinho 16 a 18mm.

Os sinais característicos das fêmeas em cio são: orelhas levantadas; perda de apetite; se deixa montar por outros machos; emissão de grunhidos; nervosismo geral; reflexo de tolerância ao macho; lombo erguido; tremores; olhar brilhante; cauda levantada e balançando para cima e para baixo; descarga vulvar de muco claro; vulva com coloração avermelhada e levemente inchada; resposta positiva ao teste de pressão na parte dorsal.

A duração do cio tem variação média de um a dois dias para leitoas, e de dois a três para porcas.

Fonte: www.biribas.com.br

 

Planeje e Administre com eficiência sua suinocultura.

Saiba como reduzir custos com a boa prática na fabricação de rações.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 13 de maio de 2015