Indústria visa combater resistência aos antibióticos em apoio a ONU

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Empresas de medicina veterinária, representantes da indústria de proteína animal e entidades gerais envolvidos na produção de carnes, estão em apoio com a ONU para juntos realizarem o combate dos antibióticos.

Os segmentos de pessoas e grupos interessados como, por exemplo, Cargill, Tyson Foods e outras, apoiam a eliminação do uso de antibióticos para fins de crescimento dos animais, buscando as maiores chances possíveis para reduzir a necessidade de utilizá-los e buscam outras formas de enfrentar os problemas causados pelas bactérias e vírus que são resistentes a certos tratamentos.

Existe hipótese em avaliações, que revelam que o consumo da carne desses animais tratados, tornem as bactérias mais resistentes, diminuindo a eficiência dos tratamentos com antibióticos em seres humanos.

A redução do uso deve acontecer nas três cadeias, bovinos, aves e suínos, e novas pesquisas devem ser elaboradas a fim de programar novas alternativas, como vacinas e enzimas, com o intuito de reduzir a necessidade do uso de antibióticos na produção animal.

Os proprietários de granjas devem evitar o uso desses medicamentos na alimentação animal e começarem a investir em outras alternativas. Saiba mais.

Fonte: Suino.com

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 13 de outubro de 2016