Índices produtivos das aves podem ser melhorados com boa alimentação

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

De acordo com Fernando Tavernari, pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, a ração ideal para aves é aquela que atende às suas exigências para manutenção e para produção.

Um dos cuidados de manejo que pode garantir a boa produtividade da avicultura é referente à alimentação. O uso de rações apropriadas para cada fase da vida do frango aliado ao consumo de água de qualidade são as principais preocupações que o produtor deve ter para obter uma produção de qualidade.

 Atendendo aos requerimentos dos animais, conseguimos obter uma melhor produção. O ideal, hoje em dia, está mais relacionado ao custo dessa dieta, ou seja, o que queremos produzir relacionado ao custo, explica Tavernari.

O produtor deve buscar atender as diferentes fases do frango. O frango de corte, por exemplo, é dividido em quatro fases: uma pré-inicial, uma inicial, o crescimento e a terminação. Portanto, de acordo com o pesquisador, deve-se buscar atender a cada uma dessas fases, garantindo o desenvolvimento dos frangos. Além disso, para obter uma boa relação custo-benefício, o produtor deve priorizar o menor desperdício possível da ração. Uma vez que, na produção animal, as dietas podem equivaler a até 70% do custo de produção.

Os principais erros cometidos pelos produtores na hora da nutrição são em relação ao desperdício de ração. Esse problema deve ser evitado ao máximo possível. O recomendado é manter as rações entregues para cada período para serem utilizadas nos períodos para os quais foram formuladas.

Uma boa ração contém nutrientes como carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e minerais. Os nutrientes específicos que compõem uma boa ração seriam basicamente esses, mas não podemos esquecer a importância da água. Não existe consumo de alimentos se não existir o consumo de água, adverte Tarvenari.

De acordo com o pesquisador, a água de boa qualidade é um grande nutriente responsável por melhorar muito o consumo e a produtividade do animal. Já os custos da alimentação variam em função das fases durante as quais são feitas as dietas.

O pesquisador explica ainda que a boa qualidade é relativa a quanto o produtor quer produzir no final.

Fonte: Dia de Campo

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

Conheça o Curso sobre Alimentos e Alimentação de Frangos de Corte!

 

 

 

 

Veja outras publicações do Portal Suínos e Aves:

Crise na Suinocultura: desistir ou buscar alternativas?

Liberada a exportação da carne suína brasileira para a argentina

Exportação brasileira de frango no primeiro semestre aponta avanço na exportação

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 5 de outubro de 2012