Exportações de frango em julho mantém estabilidade devido ao preço de “carne de frango salgada”

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Carne de frango salgada garantiu estabilidade das exportações em julho de carne de frango, que comercializou com o exterior 312,3 mil toneladas. A variação foi pequena em relação aos índices de junho que alcançaram 307,2 mil toneladas e julho de 2011 de 310,9 mil toneladas.

As exportação se mantiveram estáveis em julho, devido ao comportamento da carne de frango salgada que, após sensível retrocesso em junho (encerramento do ano-quota da União Europeia), retornou aos níveis considerados normais.

O frango inteiro também contribuiu para os índices embarcados, com alta de 8,84% em relação a junho e 1,98% em relação a julho de 2011. O volume de industrializados aumentou quase 10,5% de um mês para outro, mas retrocedeu mais de 7% em relação ao ano passado. Já os cortes de frango fecharam o mês com os resultados negativos: queda de 0,30% em comparação a julho de 2011 e de 10,32% em relação a junho passado.

Mas, os retrocessos obtidos pelos quatro itens exportados preocupam. Em relação ao valor alcançado há um ano, o preço médio do frango inteiro recuou 6,3%, o dos cortes 17,2%, o dos industrializados 28% e o da carne salgada 20,8%. Resultado: a despeito de um volume similar, uma receita cambial 15% menor.

Fonte: Avisite

Adaptação: Portal Suínos e Aves

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja outras publicações da Portal Suínos e Aves:

Corte do Último Terço da Cauda de Suínos: por que fazer?

Transporte adequado impacta favoravelmente na qualidade da carne suína

Aumento do custo de produção dificulta a suinocultura mineira

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 13 de agosto de 2012