Exportações brasileiras de carne de frango permanecem com receita cambial negativa

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

As exportações brasileiras de carne de frango permanecem com receita cambial negativa, embora tenha fechado os 10 primeiros meses de 2012 com acréscimo de 1% no volume embarcado, situação difícil de reverter no bimestre final do ano, pois a redução em relação ao mesmo período de 2011 é, até aqui, ligeiramente superior a 6%.

A explicação para o fato é que o preço médio do produto no corrente exercício continua inferior ao do ano passado, atingindo indistintamente os quatro tipos de produto exportados – frango inteiro (-1,8%), cortes (-8,1%), industrializados (-16%) e carne de frango salgada (-15%).

O frango inteiro, que representa pouco mais de um terço do volume total exportado, é quem acumula, nominalmente, as maiores perdas – US$134,4 milhões a menos. Os cortes apresentaram redução de perto de US$107 milhões. Mas, curiosamente, a carne salgada (menos de 5% do volume total exportado) registra perda quase similar, aproximadamente US$105 milhões a menos.

Fonte: Avisite

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o Curso sobre Alimentos e Alimentação de Frangos de Corte!

 

 

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Hong Kong importará carne suína de Mato Grosso

Manejo adequado pode minimizar lesões e traumas nas aves

A importância da suinocultura no agronegócio foi abordada pelo PNDS no IV Sintagro

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 19 de novembro de 2012