Exportação de carne suína registra aumentos, segundo a ABPA

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) emitiu recentemente um comunicado acerca de projeções para as exportações de carne suína para este ano.

Segundo a entidade, o Brasil deverá fechar 2016 com um crescimento de 30% em relação ao ano passado. Isso quer dizer que o setor deverá embarcar 710 mil toneladas do produto até dezembro.

Já sobre o primeiro semestre, fechamos com um crescimento de 54,7% em relação ao ano passado, totalizando 353,3 mil de toneladas. A receita, consequentemente também cresceu 14%, e fechou o período em US$ 633,8 milhões.

A ABPA segue otimista em relação aos próximos embarques, de acordo com as projeções citadas, sendo que os maiores responsáveis por esta demanda vêm da Rússia e aumento do consumo de carne suína no planeta.

Entretanto, há novo mercados se abrindo, como a Coréia do Sul, que ajudarão a aumentar estes números.  Destaque também para os velhos compradores do produto brasileiro, como a China, que somente em junho bateu o recorde, ao adquirir 12 mil toneladas de carne suína. 

 

O sucesso das exportações vem da administração e planejamento aplicados em muitas granjas de suínos. Saiba mais.

Fonte: Suíno.com

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 20 de setembro de 2016