Empresas brasileiras planejam ampliar adesão à gestação coletiva de seus plantéis

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A gestação coletiva de suínos vem ganhando adesões e respeito em todo mundo, na medida em que proporciona diversas vantagens e resultados comprovados cientificamente.

O confinamento individual, portanto, já está perdendo adesões, em uma tendência praticamente irreversível. Isso por conta da verificação do estresse a que o animal é submetido nestas condições.

No Brasil, a tendência a esta modelo de gestação coletiva foi amplamente ressaltada nos seminários ocorridos na AveSui 2017, que mostrou como outros países já vem também aderindo ao modelo. Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 30% das matrizes são de gestação coletiva. Já na Austrália, quase a totalidade.

Seguindo esta tendência, as empresas brasileiras JBS, BRF, dentre outras, já incorporaram em seus projetos a ampliação deste tipo de sistema, em virtude dos inúmeros ganhos produtivos.

O manejo adequado garante a biossegurança do plantel e sucesso de toda produção. Confira.

Fonte: Suinocultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 25 de setembro de 2018

Artigos Relacionados com Reprodução: