Embarques de carne suína in natura mantêm crescimento

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A suinocultura brasileira tem neste mês motivos para comemorar. É que, de acordo com a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) o setor conseguiu embarcar 53,3 mil toneladas de carne suína in natura.

A porcentagem significa um aumento de 31,4% nas exportações em comparação ao mesmo período de 2015. No ano, até o momento, o volume representa mais de 107 mil toneladas a mais no período em relação ao ano passado, ou seja, uma alta de 55,5%.

O motivo destes bons números é, primeiramente, em virtude do cambio, que registrou alta de 2,3% em junho, comparado a junho de 2015.

Mais uma vez a China mostra o seu potencial de consumo da carne suína, adquirindo do Brasil mais de 12 mil toneladas somente no mês de junho. Com isso se aproxima das exportações para a Rússia. 

E estes números podem melhorar a favor do Brasil. Representantes de grandes empresas e do governo de Estado de Santa Catarina estão em constantes negociações, nos últimos dias, com a Coreia do Sul, para formalizarem a exportação de uma grande remessa de carne suína brasileira.

 

Para a suinocultura ter bons resultados e produção elevada, o produtor deve ter um planejamento adequado. Saiba mais.

Fonte: Suinocultura

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 14 de julho de 2016