Detalhes no manejo de frango de corte podem fazer a diferença

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os bons resultados da avicultura, assim como em qualquer outro setor, podem muitas vezes depender apenas da própria administração do negócio.  E o manejo na criação de frango de corte não foge à regra.

Uma atenção especial à eficiência do consumo da água, investimentos na temperatura ideal para se evitar perdas de animais, além da ração de boa qualidade, o que irá gerar animais bem nutridos e interessantes para o abate, são alguns detalhes que podem fazer a diferença no final.

Outro detalhe importante é jamais abrir mão de um profissional responsável pelo processo produtivo, com dedicação diária. É ele quem irá conviver com a realidade dos animais e verificar cada necessidade, sendo que jamais pode ser substituído por quem não domina as etapas de manejo.

A energia elétrica precisa estar bem instalada, se possível com opções de geradores internos, pois quedas de energias podem gerar muitas perdas no calor, por exemplo, por conta do desligamento dos ventiladores.

O aviário precisa estar isolado de outras criações, sob o risco de sofrer contaminações, além de estar em um local arejado sem grandes correntes de ar, e ao mesmo tempo seco, já que umidade não é bem vinda em aviculturas.

Nas etapas de manejo, garantir que o local esteja limpo antes da chegada dos pintinhos, com a desinfecção sendo feita pelo menos um dia antes, além de verificar se os bebedouros e a alimentação estejam em condições e quantidades adequadas. É recomendável que o transporte dos animais esteja apto a não provocar o estresse dos pintinhos, sendo realizado de preferencia à noite, por conta das temperaturas menores.

 

Para garantir a viabilidade do negócio é necessário realizar as etapas de manejo com eficiência. Saiba mais.

Fonte: Avicultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 24 de agosto de 2016