Destaques da avicultura Brasileira

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A avicultura no Brasil emprega milhões de pessoas direta e indiretamente. O setor é representado por dezenas de milhares de produtores integrados, centenas de empresas beneficiadoras e dezenas de empresas exportadoras.

No Brasil a importância social da avicultura se verifica também pela presença maciça no interior do país, principalmente nos estados do Sul e Sudeste. Em muitas cidades a produção de frangos é a principal atividade econômica.

Segundo estatísticas consolidadas do setor avícola em 2011, foram produzidas 13,058 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 6,8% em relação a 2010 e um recorde na história do setor.

Merece destaque, também, o fato de que o principal cliente da carne de frango produzida pela avicultura nacional é mesmo o consumidor brasileiro. Em 2011, 69,8% da produção foram destinados ao mercado interno, contemplado com os mesmos elevados padrões de qualidade e sanidade conferidos ao produto destinado ao mercado internacional.

Em 2011 as vendas externas de carne de frango, principal produto das exportações avícolas brasileiras, somaram 3,942 milhões de toneladas, com aumento de 3,2% em relação a 2010, e uma receita cambial de US$ 8,253 bilhões, com incremento de 21,2%. Estes resultados representam um novo recorde. O preço médio das vendas brasileiras foi de US$ 2.093 a tonelada, com um aumento de 17,4%.

Os significativos avanços no setor da avicultura brasileira contribuíram para que o Brasil se tornasse um dos maiores produtores mundiais do setor.

A qualidade, sanidade, sustentabilidade da avicultura brasileira, aliados ao preço competitivo, fazem com que o produto esteja presente em mais de 150 países. É importante frisar que o status sanitário da criação animal no Brasil é o mais elevado possível, não só pela atuação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, mas pelo trabalho empreendido por toda a cadeia produtiva. Essa preocupação faz com que o Brasil continue mantendo a invejável posição de, entre os maiores produtores e exportadores mundiais de carne de frango, de ser o único a não registrar qualquer caso de gripe aviária.

Outro cuidado que o produtor brasileiro tem é com a alimentação do plantel, à base de milho e soja, fazendo com que o nosso produto atenda tanto aos mercados mais exigentes quanto aos que são regidos por preceitos de ordem religiosa na produção de alimentos.

Fonte: Abef

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça os Cursos de Planejamento e Produção de Frango de Corte

 

 

 

 

Veja outras publicações do Portal Suínos e Aves:

Crise na Suinocultura: desistir ou buscar alternativas?

Liberada a exportação da carne suína brasileira para a argentina

Exportação brasileira de frango no primeiro semestre aponta avanço na exportação

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 28 de janeiro de 2013