Demanda por ovo de codorna provoca alta no preço em SP

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Criadores de São Paulo estão tendo bom retorno financeiro devido ao aumento na procura de ovos de codorna. Os avicultores conseguem baratear o frete juntando a produção das codornas com a das galinhas.

Em Bastos, centro-oeste do estado de São Paulo, a granja do avicultor Alfredo Nakanishi, produz por mês cerca de cinco milhões de ovos de codorna. O negócio ficou tão lucrativo que em 11 anos o criador ampliou o número de aves de 20 mil para 280 mil.

O alto preço do milho e da soja elevou o preço da ração, impedindo que os lucros fossem ainda maiores. De acordo com o avicultor, em cinco meses o preço da caixa com 600 ovos de codorna passou de R$ 26 para R$ 34, registrando alta de cerca de 30%. Para cada caixa de ovo o custo do produtor chega a R$ 30.

Uma estratégia para diminuir os custos foi adotada pelo avicultor Arildo Peixoto, dono de uma granja em Iacri, que começou a fabricar a ração que usa nas codornas, a estratégia diminui os custos em até 10%. Mesmo com o custo elevado, o criador está aumentando a produção. Na granja com 200 mil aves até o final do ano haverá mais 25 mil codornas

O presidente do Sindicato Rural da região, Wellington Koga, disse que o bom preço dos ovos fez com que a região acendesse nestes últimos cinco anos. As granjas de Bastos e Iacri colocam no mercado cerca de 81 milhões de ovos de codorna por mês.  A produção atual é o dobro da registrada há cinco anos informou o Sindicato Rural.

Fonte: G1

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o  Curso sobre Alimentos e Alimentação de Frangos de Corte

 

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Disponibilidade do babaçu: uso do farelo na alimentação de frangos de corte dos 21 aos 42 dias de idade

Subproduto do biodisel: glicerol na alimentação de aves e suínos

SANIDADE: BRONQUITE INFECCIOSA DAS AVES

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 9 de novembro de 2012