Coreia do Sul diz sim à carne suína de Santa Catarina e fecha acordo de importação

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Coreia do Sul aprovou a qualidade da carne suína de Santa Catarina. A formalização do interesse aconteceu no último dia 11, na cidade de Gimcheon, e contou com a participação do diretor da Qia (Agência de Quarentena Animal e Vegetal), o órgão de controle sanitário do país, Bong-Kyun Park, e de uma comitiva brasileira, liderada pelo Governador Raimundo Colombo (SC).

Faltam agora apenas questões administrativas para que os países possam estreitar a relação comercial e fechar o negócio.

Em entrevista, os representantes do setor coreno destacaram o empenho pela adequação sanitária realizado em Santa Catarina, o que garante a procedência e qualidade do produto.

É a primeira vez que a Coreia compra carne suína focando apenas em uma região brasileira, e não o país. Eles alegam que Santa Catarina é diferenciada na questão de sanidade do animal, sendo o controle da Febre Aftosa um exemplo, bem como o da Peste Suína.

É a sexta parte de oito, em termos de etapas de negociação, sendo que as duas últimas abordarão temas como inspeção e habilitação dos frigoríficos catarinenses, o que deverá terminar somente em 2017.

Durante o encontro, o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, destacou o potencial do setor no Estado, que possui cerca de sete milhões de suínos e mais de 200 milhões de aves.

 

O planejamento da suinocultura para esses produtores será indispensável para a comercialização da carne. Saiba mais.

Fonte: Suinocultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 15 de agosto de 2016