Castração de suínos aumenta a qualidade da carne

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A produção de hormônios sexuais nos suínos está relacionada a uma fase em que o animal está pronto para reprodução. Estes quando selecionados para tal finalidade exercem um importante papel dentro de uma granja. Porém, os animais não selecionados ao produzirem estes hormônios, podem estar prejudicando a produtividade do negócio.

Isso acontece porque os hormônios acumulados nas formas de androsterona e escatol afeta as gorduras dos animais, e consequentemente as carcaças, de modo a comprometer a qualidade de sabor da carne.

Diante desta questão a medicina veterinária encontrou soluções de forma a contornar o problema. A melhor delas está na castração cirúrgica nos primeiros anos de vida. Desta forma, com a remoção dos testículos, serão eliminados estes hormônios, tornando a carne com uma qualidade superior.

A cirurgia, no entanto, realizada sem os devidos critérios pode ser contraproducente e estressar o animal. Se aprofundar na técnica deste procedimento é, portanto, um investimento necessário a todo profissional que queira se destacar na área.

O investimento em conhecimento do manejo reprodutivo e a qualificação da suinocultura são necessários para gerar a lucratividade esperada por muitos produtores. Confira.

Fonte: Rural Pecuária

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 27 de janeiro de 2017