Carnes nobres suínas conquistam espaço em restaurantes

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O consumo de carne suína tem seu público fiel. E foi pensando neles, que os proprietários do Restaurante Pepinão, situado em Foz do Iguaçu, no Paraná, passaram a investir no produto.

Luiz Boghelot, um dos proprietários, conta que o negócio não é recente, já que desde 1980 comercializa o produto. Entretanto, agora, tem investido em peças mais nobres, ampliando o seu cardápio. Ele diz que não se arrepende da decisão, já que o número de clientes tem aumentado.

Boghelot relata ainda que o estabelecimento trabalhava apenas com a costelinha, mas atualmente tem feito encomendas de filé suíno, paleta, dentre outros, sendo que muitas pessoas, ao passar pela rodovia próximo ao local, fazem questão de dar uma passadinha para comer também os sanduíches de linguiça, outro investimento do proprietário.

 Assim, o proprietário faz o uso da carne suína para diversas finalidades, seja para o lanche rápido ou mesmo para uma refeição.

O proprietário reforça que os produtos são adquiridos de um frigorífico de uma prima, que funciona próximo ao seu negócio, garantindo assim a boa procedência do produto.

O segredo da qualidade da carne suína adquirida “em família”, segundo o Boghelot, está na maneira como é manejada, sendo vendida em pedaços com temperos frescos e especiais, com sálvia, alecrim, pimenta branca e vermelha, e, ao mesmo tempo, em pouca quantidade, para garantir a sanidade do produto.

 

A administração qualificada da estrutura de frigoríficos garante aos produtores lucros rentáveis. Saiba mais.

Fonte: Suinocultura Industrial

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 25 de agosto de 2016