Alta no preço da ração e queda do preço do ovo preocupa criadores de galinha de São Paulo

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com a queda do preço do ovo e o custo da ração subindo, os produtores de ovos da região de Bastos, em São Paulo, estão desanimados. E para piorar a situação dos produtores as galinhas botam menos ovos por causa do calor.

A granja do criador Sérgio Kakimoto, que fica em Bastos, no centro-oeste do estado de São Paulo, produz por dia cerca de 650 mil ovos. A produção já está toda vendida, porém mesmo assim o criador está tendo prejuízos. A caixa com 360 ovos está sendo comercializada por R$ 52 e o custo para a produção de acordo com KaKimoto, chega a R$ 53,50.

Os produtores de ovos da região de Bastos enfrentam crise no setor há cinco meses. Um dos motivos é a alta no preço da ração. O valor da tonelada, que está 75% mais caro, saltou de R$ 400 para R$ 700.

Além da alta no preço da ração o calor também não tem ajudado os criadores da região, porque com as altas temperaturas as aves consomem menos ração e produzem ovos menores. Com isso, o preço da caixa passa de R$ 52 para R$ 48. Em uma das granjas foram colocados ventiladores para tentar diminuir a temperatura.

Apesar dos custos para a produção estarem mais altos e os ovos menores, muitos criadores não podem diminuir a produção porque têm que cumprir os contratos firmados.

De acordo o presidente do sindicato rural da região, a expectativa é que o consumo de ovos aumente nos próximos meses por causa das festas de fim de ano, mas o preço da ração pode ficar ainda mais caro.

Fonte: G1

Adaptação: Portal Suínos e Aves

Conheça o Curso sobre Alimentos e Alimentação de Frangos de Corte!

 

 

 

Veja outras publicações do Portal Suínos e Aves:

Crise na Suinocultura: desistir ou buscar alternativas?

Liberada a exportação da carne suína brasileira para a argentina

Exportação brasileira de frango no primeiro semestre aponta avanço na exportação

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 22 de outubro de 2012