A responsabilidade técnica do médico veterinário em aviculturas

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A participação de um Médico Veterinário nas aviculturas é uma necessidade prevista na Lei de Responsabilidade Técnica de número nº 947 de 26 de março de 2010.  Tal atuação garante a segurança do empresário e também da população.  É o profissional que responde, portanto, se a empresa descumprir normas e cometer irregularidades.

Nestes segmentos, a atuação do profissional se confere desde a produção até o abate, ou seja, precisa estar sempre observando a maneira adequada do manejo, de maneira ética, de forma que se evitem autuações, além de orientar o restante da equipe quanto aos principais cuidados.

 Outras importantes atribuições do médico veterinário em uma avicultura são: cuidados sanitários, assegurar o isolamento da granja em relação a outras criações e também manter o controle do acesso de pessoas no estabelecimento. Deve ainda criar um controle de pragas.

O profissional precisa também planejar um tratamento dos resíduos gerados pela produção, cuidar da vacinação periódicas dos animais, observando a idade das aves. Deve ainda cuidar do bem estar das aves, além da ventilação adequada e iluminação do estabelecimento.

Estes são apenas alguns exemplos, sendo que a atuação deste profissional não se esgota neste artigo.

É preciso que o médico veterinário se atente também para uma resolução do CFMV, que define que o profissional não pode atuar em mais de 20 propriedades de avicultura, como prestador de serviços.

 

O profissional deve estar atento ao planejamento das instalações para garantir a qualidade de vida das aves e a chegada do produto ao mercado. Saiba mais.

Fonte: CMRV-SC

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 22 de agosto de 2016