A História da Avicultura no Brasil

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os primeiros dados históricos sobre a avicultura no Brasil foram registrados pelo escrivão Pero Vaz de Caminha, em sua famosa carta encaminhada para D. Manuel I, Rei de Portugal, por conta do descobrimento no ano de 1500.

Na descrição, é relatado um dos momentos do contato dos colonizadores portugueses com os índios. “Mostraram-lhes uma galinha; quase tiveram medo dela, e não queriam pôr a mão. Depois lhe pegaram, mas como espantados”, diz em uma de suas passagens.

Esse é um dos indícios que as primeiras matrizes destes animais foram trazidas pelos portugueses.

A história ainda diz que D. João VI, quando veio para o Brasil junto com sua família, em 1806, no Rio de Janeiro, trouxera carne de frango, sendo ele um apreciador do produto, assim como Dom Pedro II, um admirador da canja.

Neste período, as aves eram mestiças, e as dificuldades iniciais ao acesso a carne, escassa naquela época, se dava em virtude das poucas aviculturas para a produção em larga escala. Havia apenas algumas artesanais, localizadas geralmente nas cidades litorâneas.

Entretanto, graças ao crescimento econômico por conta da exploração do minério, ouro, café, e do crescimento populacional de várias cidades do interior e da própria demanda pelo alimento, foi possível maiores investimentos na criação de aviculturas.

Sendo assim, Minas Gerais se tornou o estado com maior produção de carne de frango.

Já no Rio de Janeiro eram realizados os estudos, a partir de 1895, em prol do desenvolvimento e crescimento da produção das aves. Os aviários, chamados de basse-cour, receberam investimentos e o Brasil pôde de fato conhecer um grande avanço no setor.

 

A criação de frango de corte no Brasil é de grande escala, proporcionando lucratividade aos produtores. Saiba mais.

Fonte: ABPA

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 1 de julho de 2016