Ambiência e alimentação balanceada trazem benefícios à gestação suína

Um estudo realizado recentemente pelo Instituto de Zootecnia do Estado de São Paulo reafirmou a importância sobre a ambientação na criação suína.  Criar os animais em baias coletivas, com alimentação baseada em fibras, é um fator diferencial no período de gestação, apontou o estudo.

O experimento foi realizado com um grupo de porcas em baias coletivas e com alimentação com fibras, e outro com porcas em baias individuais e com alimentação comum.

O primeiro grupo mostrou melhores resultados na gestação e conversão alimentar. Isso porque, segundo os especialistas, a fibra proporciona maior saciedade e menos estresse por conta da fome, e em baias coletivas os animais podem se locomover com mais facilidade, se “socializar”, gerando menos movimentos repetitivos e insatisfação.

Estudos como estes vêm sendo realizado periodicamente no Brasil, de modo a aumentar a produtividade e a ampliação do setor, que somente em 2015 gerou mais de 125 mil empregos diretos e 900 mil indiretos.

Confira mais sobre o manejo com fêmeas suínas e atualize seu conhecimento na área. Clique aqui.

Fonte: Suinocultura Industrial

Areas

Instalações

Notícias

Nutrição

Reprodução

Suínos

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Revista Agropecuária Tecnologia e Florestas
© 2017 Portal Suínos e Aves . Todos os Direitos Reservados.