Castração de leitões

Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF

A castração é obrigatória por lei, visando a diminuição de odor na carne, além de diminuir o comportamento agressivo dos machos (é antieconômico realizar a castração de fêmeas).

Na granja, a castração é realizada de 7 à 12 dias após o nascimento dos leitões, pois os mesmos apresentam bom tamanho de testículos, recuperam-se bem do procedimento pois a cicatrização é mais rápida, não há riscos de hemorragias, menor o desuso de medicamentos e dispensa contenção rigorosa. Recomenda-se que os animais sejam castrados, no máximo, com 15 dias de idade, pois após este período os mesmos demandam medicamentos para recuperação.

Para realizar a castração, os leitões são retirados de junto das porcas para evitar o estresse das mães e das vizinhas.

Para a castração é realizada uma incisão no saco escrotal com posterior exteriorização dos testículos e retirada dos mesmos, sendo que a retirada pode ser feita por raspagem ou “puxão” dos mesmos, com posterior desinfecção com álcool iodado.

Junto ao processo de castração é fornecido aproximadamente 1 mL (1 borrifada pois o medicamento é colocado em um spray) de Baycox – toltrazuril, via oral. Este medicamento é um poderoso coccidiostático, utilizado para diminuição da diarréia, sendo um medicamento extremamente alcalino, por isso o mesmo é diluído (50%) no soro fisiológico glicosado, por ser muito forte e, conseqüentemente, evitar que os leitões vomitem. Após a borrifada do remédio na boca do animal, o leitão é segurado de forma que engula o medicamento. O Baycox é aplicado tanto em leitões machos como fêmeas e o animal que recebeu o remédio é marcado com um pincel verde no dorso para que não se confunda os animais já medicados com os que ainda não receberam o remédio. Fomos informados também que o Baycox é um medicamento caro para a granja, com um custo de R$ 700,00 o frasco contendo 1L, sendo que no verão adota-se duas doses de Baycox sendo uma dose de 1,0mL aos 3 dias de idade e a outra dose de 2,0mL dos 7 aos 12 dias de idade e no inverno apenas uma dose de 1,0mL dos 7 aos 12 dias de idade.

Após a castração também é aplicada a 1ª dose contra micoplasmose, via intramuscular, na lateral do pescoço. Aplica-se 1 mL de Suvaxyn Respifend MH, sendo que uma 2ª dose é necessária e realizada no momento da desmama.

Por: Felipe Rodrigues – Aves e Suínos

 

 

 

Conheça o Curso de Planejamento e Administração de Suinocultura

Veja outras publicações da Portal suínos e aves:

Necrose de orelha em suínos é reduzida com vacinação

Sistema de integração é discutido pela ABCS e comissão nacional de aves e suínos

Saiba mais como melhorar o manejo de galinhas poedeiras

 

 

Veja Também

Comentários

Deixe seu comentário

Receba nossas novidades!

Digite seu e-mail:

Curta nossa página


Tire suas dúvidas Preencha os campos abaixo