Pulorose: grande responsável pela queda na produção avícola

 

Uma das enfermidades mais comuns na avicultura é sem dúvidas a pulorose, ou como é popularmente conhecida, diarreia branca.

Essa moléstia acomete as aves em especial as mais jovens, proporcionando queda brusca no desenvolvimento e alta taxa de mortalidade.

A pulorose é considerada uma doença de grande risco, por causar danos muitas vezes irreversíveis nas produções.  

Causa da pulorose na avicultura

A principal responsável pelo desenvolvimento da doença é a bactéria Salmonella pullorum que pode sobreviver até onze semanas em camas novas e até três semanas em camas antigas, fato que agrava o contágio entre os animais.

Tendo como hospedeiro natural as galinhas, essa bactéria pode atingir também outras aves como os pardais, canários, perus, papagaios, dentre outros.

Formas de transmissão

Tendo vários meios de transmissão relacionados, à contaminação pela bactéria pode estar ligada a negligência com a higienização, podemos considerar os seguintes:

- Ovos

- Incubadoras

- Fezes

- Alimentos

- Camas

Principais sinais

Os sinais característicos da doença são comuns e fáceis de serem diagnosticados, sendo a diarreia de coloração branca a principal.

- Fraqueza

- Sonolência

- Asas caídas

- Perda de apetite

- Redução da fertilidade

- Queda na produção de ovos

Diagnóstico, tratamento e prevenção da diarreia branca

O diagnóstico da doença é feito através do histórico e quadro clínico do animal, sendo essenciais exames sorológicos para confirmação.

 As aves doentes são tratadas com medicamentos específicos, entretanto sempre serão portadoras do bacilo.

Portanto, a melhor maneira de se evitar o aparecimento e contágio da doença em todo o plantel, é a prevenção através da higienização, desinfecção e eliminação dos animais já infectados nos aviários.

Dessa forma o manejo com a ambiência é essencial para garantir saúde e bem-estar dos animais e evitar perdas desnecessárias e indesejáveis.

Outro ponto importante de se destacar são as medidas de biosseguridade mais comuns como, por exemplo, os programas de vacinação, doenças e manejo de resíduos da granja.

Alcançar o sucesso de todo investimento e evitar empecilhos como a pulorose tem sido objetivos cada vez mais comuns na criação de frangos de corte, não é mesmo?

Por isso você deve seguir os padrões para obter um desenvolvimento eficiente de sua produção.

Amplie seu conhecimento sobre o assunto: Planejamento e Produção de Frango de Corte

Ah! Não deixe de conferir outros matérias bem bacanas sobre o mundo veterinário: Ebooks gratuitos

Administração

Areas

Artigos

Aves

Aves de postura

Curiosidades

Destaques

Instalações

Notícias

Parceiros

Produção

Raças

Sanidade

Sustentabilidade

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Revista Agropecuária Tecnologia e Florestas
© 2018 Portal Suínos e Aves . Todos os Direitos Reservados.