Processo de fabricação de ração e as contaminações cruzadas

A nutrição nas aviculturas ocupa o topo da lista de prioridades administrativas, de modo que este item está intimamente relacionado à produtividade. Algumas empresas chegam a destinar mais de 70% dos custos produtivos com nutrição, demonstrando tamanha importância.

Dentre deste aspecto, a produção de alimentos voltados para estes animais, ou seja, as fábricas de ração possuem uma enorme responsabilidade com a qualidade e eficiência. Desta forma, uma série de medidas precisam ser adotadas neste processo produtivo, que deve estar sempre em busca da excelência.

O caminho encontrado por estas empresas vem sendo a adoção de práticas de manejo que visem, dentre muitos aspectos, a contaminação cruzada. Isso ocorre quando uma matéria prima entra em contato com outra, indevidamente,  gerando a contaminação química ou biológica e que pode comprometer o produto final.

Estas contaminações podem ocorrer ainda por outras maneiras, como durante o processo de transporte, em que uma ração pode entrar em contato com outra, vinda de empresa diferente, ou por conta da falta de análise de alguma matéria prima, cujo fornecedor não foi devidamente validado. Podemos citar ainda a falta de limpeza das linhas produtivas, dentre muitas outras.

Por isso é de grande importância que os profissionais envolvidos estejam sempre atentos aos procedimentos operacionais e instruções normativas, geradas tanto internamente quando dos órgãos públicos, como o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), de modo a coibir estas contaminações.

Não perca tempo! Saiba como garantir uma eficiente produção de rações e atenda as exigências do mercado. Confira.

Fonte: Avicultura Industrial

Administração

Areas

Curiosidades

Notícias

Nutrição

Parceiros

Produção

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Revista Agropecuária Tecnologia e Florestas
© 2017 Portal Suínos e Aves . Todos os Direitos Reservados.